Nossos Tratamentos

Fertilização In Vitro

Nossos Tratamentos

Fertilização In Vitro

O que é:

A fertilização in vitro (FIV) é a técnica mais indicada nas clínicas de reprodução, alcançando as maiores taxas de sucesso entre os tratamentos existentes de reprodução assistida. Baseia-se na formação de embriões no laboratório (de onde vem o termo “in vitro”) e sua posterior transferência para o útero. Para isto, há a necessidade de estimular o desenvolvimento simultâneo de vários óvulos nos ovários, que são então coletados e fecundados pelos espermatozoides no laboratório. Embriões resultantes são transferidos após alguns dias para o útero, com o objetivo de originar a gravidez.

Fertilização In Vitro (FIV) Clássica

A fertilização in vitro Conhecida mundialmente como “bebê-proveta”, a FIV é uma técnica muito utilizada para o tratamento da infertilidade. Para a realização da FIV, é preciso que o casal passe por algumas fases do tratamento.
A estimulação ovariana a base de medicamentos ocorre na primeira etapa do tratamento com o objetivo de obter um maior número de óvulos para aumentar as chances de fertilização e gravidez. Em seguida é utilizado o hormônio gonadotrofina coriônica humana (HCG) para desencadear a maturação dos óvulos, que são aspirados dos ovários e, então, identificados e selecionados para se unirem aos espermatozoides em uma cultura in vitro. Depois de formados, os embriões são colocados em uma estufa, cujas condições ambientais são similares às da tuba uterina, em geral por 120 a 144 horas. Neste momento, aqueles que apresentarem melhores índices de qualidade serão transferidos para o útero materno, já preparado para recebê-los ou serão criopreservados para a transferência ao útero da paciente em um ciclo posterior.

Agende Uma Consulta!
Processo da Inseminação

Fertilização In Vitro (FIV) Por ICSI

ICSI é a sigla de IntraCitoplasmatic Sperm Injection. Nesta técnica, o espermatozoide é introduzido no óvulo maduro, por meio de uma injeção microscópica. A técnica é considerada o segundo grande marco na história da ciência da Reprodução Humana Assistida, depois do nascimento do primeiro bebê através da utilização da FIV. A técnica é utilizada especialmente nos casos de infertilidade masculina grave, quando a produção de espermatozoides é pequena, rara ou praticamente nula. Uma vez fertilizado o óvulo por meio da injeção de espermatozoide e formado o embrião, o procedimento é similar ao da FIV clássica.

Agende Uma Consulta!

Fale Conosco

Ligue ou mande um WhatsApp

(11) 4750-2231

(11) 99738-3269

Preencha o Formulário

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.

Envie um Email

contato@viventre.com.br

Compartilhe Nosso Conteúdo

Não fique sem entender

Dúvidas Frequentes

Como funciona o tratamento quando o homem fez cirurgia de vasectomia?

O tratamento de fertilização in vitro possibilita a gravidez em casos de vasectomia. A técnica consiste em estimular os ovários da mulher, aspirar os óvulos e obter espermatozoides diretamente dos testículos ou epidídimos (um reservatório de espermatozoides ao lado dos testículos) do marido. Os óvulos são então fertilizados no laboratório e, alguns dias depois, os embriões são transferidos paro o útero.

O que é azoospermia? Existe tratamento?

Quando o espermograma não detecta nenhum espermatozoide, temos uma condição denominada azoospermia. De forma geral, há 2 possibilidades: 1) existe algum bloqueio à passagem dos espermatozoides produzidos nos testículos, de forma que eles não alcançam o sêmen que é ejaculado; 2) produção ausente ou muito baixa de espermatozoides nos testículos. O primeiro passo, assim, é uma avaliação com o objetivo de tentar saber qual o tipo da azoospermia. Para ambos os casos, o tratamento mais indicado costuma ser a fertilização in vitro, tentando-se obter espermatozoides diretamente dos testículos ou dos epidídimos (uma espécie de reservatório de espermatozoides, ao lado do testículo). Somente quando não existe a possibilidade de encontrarmos nenhum espermatozóide é que estará indicada a utilização de sêmen de doador.

Qual é o tratamento indicado em caso de obstrução das trompas?

Os casos de obstrução das trompas (ou tubas uterinas) devem ser detalhadamente avaliados. Dependendo de fatores como local, tipo de obstrução e idade da mulher, pode-se tentar o tratamento cirúrgico para desobstruí-las ou ser diretamente indicada a fertilização in vitro. O tratamento de fertilização in vitro consiste em estimular os ovários e retirar óvulos para serem fertilizados em laboratório. Os embriões são, então, transferidos diretamente para o útero, sem que seja necessária a participação das trompas neste processo.

Posso engravidar novamente mesmo tendo feito laqueadura?

Há 2 tipos de tratamentos possíveis para pacientes com laqueadura: a reversão cirúrgica e a fertilização in vitro. Nem sempre as condições das trompas possibilitam a cirurgia, de forma que muitas pacientes acabam necessitando da fertilização in vitro, que consiste em estimular os ovários e retirar óvulos para serem fertilizados em laboratório. Os embriões são, então, transferidos diretamente para o útero, sem que seja necessária a participação das trompas neste processo.

Fiz um espermograma que mostrou baixa quantidade de espermatozoides. O que fazer?

Quando existe redução do número de espermatozoides, 2 tipos de tratamento podem ser indicados: a inseminação intrauterina e a fertilização in vitro. A indicação de um ou de outro dependerá de todos os parâmetros avaliados pelo espermograma, que incluem: número, motilidade e morfologia dos espermatozoides.

Tive o diagnóstico de menopausa precoce. Posso ainda engravidar?

Se os ovários já entraram em falência completa, o que é comum em casos de menopausa precoce, o tratamento é possível pela fertilização in vitro com utilização de óvulos doados. No entanto, é sempre importante confirmar este diagnóstico, pois alguns supostos casos de menopausa precoce ainda apresentam alguma função ovariana residual. Em mulheres jovens com este quadro, pode ser viável a realização de uma fertilização in vitro com óvulos próprios.

Os planos de saúde cobrem tratamentos de infertilidade?

A maioria das clínicas de reprodução humana não trabalha com convênios ou planos de saúde. Os tratamentos não costumam ter cobertura dos planos, mas algumas pacientes, no entanto, solicitam reembolsos de consultas e a maior parte dos exames pode ser feita na rede credenciada pelo plano.

Pacientes que moram em outros Estados ou países conseguem fazer o tratamento com vocês?

Sem dúvida. Hoje em dia, com a facilidade dos meios de comunicação, conseguimos programar tratamentos mesmo à distância, avaliando exames e muitas vezes contando com a parceria de colegas locais que possam fazer algumas avaliações, como controle de ultrassom, por exemplo. Conseguimos então programar as etapas do tratamento de forma que o casal precise permanecer o menor tempo possível em São Paulo.

Agende Uma Consulta

Entre em contato conosco através das informações abaixo ou do formulário de perguntas, e uma de nossas atendentes lhe retornará em breve.

Ligue Para Nós

(11) 4750-2231

Converse no Whatsapp

(11) 99738-3269

Envie um Email

contato@viventre.com.br

Dúvidas? Agende uma Consulta Abaixo

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.